WhatsApp Image 2019-11-28 at 00.04.34 (1).jpeg

PEEC  
Projecto de Estações de Esforço Constante

O QUE É?

O PEEC estima as tendências anuais da abundância de espécies nidificantes, com a captura de aves em redes verticais. Estes resultados contribuem para a monitorização da biodiversidade em Portugal, com informação relevante sobre as alterações nas populações de aves nidificantes.

COMO FUNCIONA?

As Estações de Esforço Constante (EEC) durante a época de nidificação são mantidas por anilhadores credenciados. Eles são responsáveis pela escolha dos locais de captura, pela anilhagem das aves e pelo envio dos dados. Este esforço é, na sua maioria, voluntário, e por isso agradecemos a disponibilidade destes anilhadores para que este projecto continue sempre activo!

COMO PARTICIPAR?

Este projecto está aberto a todos os grupos de anilhagem e anilhadores com credencial de anilhagem de passeriformes. Informação detalhada sobre o programa e o protocolo pode ser consultada neste website e no Manual. As estações activas devem enviar os dados anuais utilizando a Folha de introdução de dados.

 

QUEM COORDENA?

O PEEC é da responsabilidade do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF - CEMPA), organizado em conjunto com a Associação Portuguesa de Anilhadores de Aves (APAA) e o Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos da Universidade do Porto (CIBIO - UP).

É coordenado por uma equipa, com as funções de gestão geral do projeto, a coordenação das EECs, a curação e análise dos dados e a produção e divulgação dos resultados. É constituída por Vitor Encarnação (ICNF - CEMPA), Carlos Pacheco (APAA) e Ricardo Jorge Lopes (CIBIO - UP).

APAA.jpg
cibio.png
ESFORÇO CONSTANTE

Este projecto pretende obter estimativas fiáveis da densidade de adultos e juvenis em cada época de nidificação, baseando-se na captura de aves em redes verticais. O número de aves capturadas depende em primeiro lugar do esforço de captura, que é padronizado, isto é, o número e posição das redes bem como o tempo em que estas estão operacionais é constante. Em segundo lugar, é necessário que os locais onde as redes estão localizadas não sofram alterações que que possam influenciar a captura das aves. Deste modo, se estes requisitos forem cumpridos, as alterações no número de aves capturadas entre anos reflectirá as variações reais da densidade das aves nesse local.

CONTEXTO NACIONAL

Por outro lado, como pretendemos obter estimativas das flutuações nas populações a nível nacional, é necessário obter dados de vários locais ao longo do território nacional para que as diferenças específicas de cada local sejam atenuadas. Por isso, para a correcta implementação deste método é necessário assegurar um número mínimo de estações de anilhagem que estejam em operação durante vários anos.

PERÍODO

De 25 de Março a 22 de Julho, uma sessão de captura (6 horas, iniciadas 45-30 minutos antes do nascer do Sol) é realizada em cada período de 10 dias, resultando um total de 12 sessões. O número de dias entre cada sessão não deverá ser inferior a 6 dias e deve-se assegurar que nenhuma anilhagem é efectuada nessa EEC nos 3 dias anteriores. Deverá tentar manter-se um padrão de visitas semelhante em todos os anos.

Todas as aves capturadas são anilhadas, de modo a ser possível contabilizar o número de aves que foram recapturadas de anos transactos e nesse ano. É ainda necessário identificar a idade de cada ave para poder calcular a produtividade anual, isto é, o número de juvenis por ave adulta.

AVALIAÇÃO DO PROJECTO

O funcionamento de cada EEC é avaliado anualmente após a verificação dos dados anuais. Assim é possível verificar se cada EEC continua a assegurar os requisitos mínimos para manter a qualidade dos dados obtidos.

É também muito importante que as estações assegurem o máximo de visitas anuais (12 visitas) e que o número de visitas não efectuadas seja o menor possível (máximo de 4 visitas não efectuadas, 2 no primeiro grupo de 6 e 2 no segundo grupo de 6.

 4. Viana do Castelo
Localização: Gaia ()
Colaboração: 2011/12-2015/16
Anilhador Responsável:
Contacto:

 

Locais

 

Os locais das estações são seleccionados de modo a permitir a captura de número suficiente de aves durante a época de nidificação, em habitats que seja possível prever a longo prazo que se manterão com poucas alterações.

O número de estações de Anilhagem que participam no projeto "EEC Nidificação" continua bastante estável, mas com a necessidade de aumentar a sua representatividade no norte, especialmente no interior. Até agora, contribuíram com dados as seguintes estações (em negrito as estações activas ou em avaliação):

  • Vila Chã da Ribeira - em avaliação

  • Parque Biológico de Gaia - 11 anos

  • Salreu - 3 anos

  • Taipal - 4 anos

  • Madriz - 6 anos

  • Soeiro - 6 anos

  • Brasfemes - 1 ano

  • Quinta do Arrife - 2 anos

  • Valverde - 1 ano

  • Samouco - 2 anos

  • Evoa - 1 ano

  • Quinta da Atalaya - 7 anos

  • Fonte Cigana - 4 anos

  • Santo André - 5 anos

  • Mitra - 8 anos

  • Forninhos - 3 anos

  • Ti Casinha - 2 anos

  • A Rocha - 2 anos

  • Fonte Benémola - 11 anos

Vila Chã da Ribeira
Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Salreu
Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Madriz
Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Brasfemes
Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Valverde

Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

EVOA

Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Fonte Cigana
Habitat: Pomar e matos

Localização: Estremoz (38°47'8" N; 7°34'15" W)
Anilhador Responsável: Pedro L. Geraldes
Contacto: pedro.luis.geraldes@gmail.com

Mitra
Habitat: Florestal

Localização: Évora (38º31'52" N; 8º01'05" W)
Anilhador Responsável: Carlos Godinho
Contacto: capg@uevora.pt

Ti Casinha

Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Parque Biológico de Gaia
Habitat: Florestal

Localização: Avintes, Vila Nova de Gaia (41°5'56" N; 8°33'38" W)
Anilhador Responsável: GVC - Rui Brito
Contacto: anilhagemdeaves@gmail.com

Taipal
Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Soeiro
Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Quinta do Arrife
Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Samouco

Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Quinta da Atalaya
Habitat: Salinas abandonadas 

Localização: Alcochete (38°44'31" N; 8°55'22" W)
Anilhador responsável: Afonso Rocha
Contacto: afonso.rocha@gmail.com

Santo André

Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Forninhos

Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

A Rocha

Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

Fonte Benémola

Habitat: 

Localização:

Anilhador Responsável: 
Contacto: 

 

Resultados

Sem Título2.png
Sem Título3.png